terça-feira, 31 de março de 2015

post it // 10 mini cafeterias pelo mundo

Daniel Bitar 
Colunista de Roteiros do Gastronomix
Nada mais gostoso que, após um belo almoço, sentar numa cafeteria, pedir um bom espresso e relaxar, ler um livro, folear um revista, ver o tempo passar... Mas se o espresso for bom mesmo, a poltrona aconchegante ou a cadeira confortável não fazem a menor falta. O que importa é o café. Apostando nisso, muitas cafeterias vêm se instalando em pequenos espaços – alguns até sem lugar pra sentar – sem se descuidar do charme e muito menos da qualidade do produto que oferecem. O Gastronomix selecionou algumas pequeninas cafeterias onde o espresso é tirado com imensa precisão.

1.THE LITTLE COFFEE SHOP – SÃO PAULO, BRASIL

2.LA DISTRIBUTRICE – MONTREAL, CANADÁ
http://www.about-life.coffee/

4.ABRAÇO ESPRESSO & BAKERY – NOVA YORK, ESTADOS UNIDOS 
https://www.facebook.com/thelittlecoffeeshopbr

5.HOTEL CENTRAL & CAFÉ – COPENHAGUE, DINAMARCA
http://www.centralhotelogcafe.dk/

6.CLEMENT COFFEE – MELBOURNE, AUSTRÁLIA
http://www.clementcoffee.com/

7.STERLIN COFFEE ROASTERS – PORTLAND, ESTADOS UNIDOS
http://www.sterling.coffee/

8.COFFEE N° 9 – BANGKOK, TAILÂNDIA

9.SAM JAMES COFFEE POCKET – TORONTO, CANADÁ
http://samjamescoffeebar.com/#pocket

10.KAFFE MODUL – VIENA, ÁUSTRIA

sexta-feira, 27 de março de 2015

NOTÍCIAS // Fortunello Ristorante é o novo italiano da capital

No mesmo local onde funcionava o San Felice, foi aberto o Fortunello Ristorante. A casa manteve o chef Miguel Ojeda, que fez uma série de alterações no cardápio. As fartas brusquetas de tomate, um dos pontos fortes da casa, ficaram para alegria dos clientes, que também poderão conferir novos pratos como o risoto de espinafre com gorgonzola e pêra ao vinho, polentas crocantes e um carbonara de tirar o fôlego de tão saboroso. Vale a pena conferir!


quarta-feira, 25 de março de 2015

ME BATA UM ABACATE // Guerra das latinhas

Sérgio Maggio
Cronista do Gastronomix

Quando Tildeclaisson e Esternilson cruzaram o olhar, o complexo universo dos “seres humanos de nomes combinados” se desfez diante de um amor à primeira vista. Da vida, os dois carregavam essa estranha obsessão que alguns pais possuem em criar alcunhas inusitadas para os seus rebentos. Houve um tempo em que os atuais pombinhos viviam como aves acuadas pelos cantos. Motivo: portar, no RG, essa quilometragem de letras. Pense num bullyng pesado? Agora, pronuncie Tildeclaisson e Esternilson. Céus, por quê?

Tudo mudou, no entanto, quando os dois trocaram aquele primeiro beijo. Ali, foram invadidos por uma leveza tão grande que, quando um se apresentou ao outro, os nomes soaram tão minimalistas e poéticos.

- Ah, Esternilson, “o amor tem feitos coisas/ que até mesmo deus duvida/ já curou desenganados/ já fechou tantas feridas”, confessa Tildeclaisson, que tem a mania de usar frases de canções para se expressar.

Milagres do amor. Assim, um paraíso se abriu na vida dessas sofridas criaturas. A improvável reconciliação com os pais foi o capítulo mais feliz. Juntos, eles decidiram pedir perdão a esses alquimistas de nomes. Mais dramática, ela resolveu fazer um jantar para dona Tilde e seu Claisson e, no momento crucial do perdão, levantou-se e disse olhando para o pai.

- Oh, metade de mim, oh metade exilada de mim!

Depois, desvio o foco para a mãe e seguiu: - Oh, metade de mim, oh metade amputada de mim!
Juntos, os três entraram em coro:- Oh, metade de mim, oh metade adorada de mim!

A coisa não foi diferente na casa de Esternilson. Lá, ele, romântico que só, levou um quadro de presente. Os pais abriram e encontram a certidão de nascimento emoldurada num lindo quadro de moldura dourada.
- Entrego a vocês, a sua maior obra-prima, o meu nome!

Todos aplaudiram, choraram e se abraçaram. Tildeclaisson discursou:
- Quando eu estou aqui/  Eu vivo esse momento lindo/ Olhando pra você/ E as mesmas emoções sentindo...

UMA DÉCADA E MEIA DEPOIS...
Tildeclaisson e Esternilson tiveram três filhinhos: uma menina, Tildenilson, e dois rapazes, Esterclaisson e Claissonilson.  Atualmente, as coisas não estão muito harmônicas entre eles. Em idade adolescente, todos estão em crise, logicamente, por conta dos nomes. O problema, no entanto, é mais grave do que na época do país. Os jovens, como quaisquer jovens inseridos numa sociedade consumista, querem por que querem encontrar os seus nomes nas latinhas de Coca-Cola. É lógico que a missão é impossível.

- Todos os meus amigos têm os nomes na latinha. Até meu colega Mucilon, tem seu nome contemplado numa lata de leite, protestou Esterclaisson.

- Escrevi para a Coca-cola pedindo a inclusão dos nossos nomes e eles responderam que, no momento, é impossível. Não há como grafar. Simplesmente não cabe a quantidade de letras, lamentou Claissonilson.

- Nem o site da Coca-Cola permite criar a garrafa virtual, apontou Esterclaisson.
- Filhos, quem sabe há estudos para uma embalagem estilo latão de 1 litro que pode contemplar vossos nomes...
- Isso, sejam otimistas, ouçam seu pai e pense que “desesperar jamais, aprendemos muitos nesses anos, afinal de contas não tem cabimento, entregar o jogo no primeiro tempo, contemplou a mãe.

Calada durante toda a reunião, a filha interrompeu:
- Ah, gente, não... Eu sou tão feliz como Tildenilson. Sou única, exclusiva e singular nesse mundão dominados por Julias, Carols e Anitas. Estou namorando o Bucério e queremos ter uns cinco filhinhos. Já imaginaram os nomes?

Todos – Bucetilde, não! Ah, me bata um abacate!

O ABACATE DA SEMANA VAI PARA...
O abacate desta coluna vai para todos aqueles que transformaram a poética e política cena das atrizes Fernanda Montenegro e Nathalia Timberg, na novela Babilônia, num ato indigno e de ataque ao velho modelo da família brasileira.

terça-feira, 24 de março de 2015

post it // 20 melhores destinos de 2015 no Brasil e no mundo

Daniel Bitar
Colunista de Roteiros do Gastronomix
Essa semana, o site de viagens Trip Advisor divulgou o ranking dos 25 melhores destinos do mundo de 2015, segundo os usuários do site. Surpreende que, nas cinco primeiras posições, não figuram as metrópoles mais visitadas do planeta, como Paris e Nova York. Esse ano, Marrakesh, no Marrocos, desbancou Istambul – a primeira colocada do ano passado – que caiu duas posições. O segundo lugar ficou com Siem Reap, no Camboja. Veja as top 10 destinos mundiais:
1. MARRAKESH, MARROCOS
 2. SIEM REAP, CAMBOJA
3. ISTAMBUL, TURQUIA
4. HANOI, VIETNÃ
5. PRAGA, REPÚBLICA TCHECA
6. LONDRES, REINO UNIDO
7. ROMA, ITÁLIA
8. BUENOS AIRES, ARGENTINA
9. PARIS, FRANÇA
10. CIDADE DO CABO, ÁFRICA DO SUL

No Brasil, a primeira posição não ficou com a Cidade Maravilhosa. O ranking ficou assim:

1. Gramado
2. Rio de Janeiro
3. São Paulo
4. Florianópolis
5. Foz do Iguaçu
6.Salvador
7. Jericoacoara
8. Ipojuca
9. Curitiba
10. Fortaleza

As listas completas estão aqui: http://www.tripadvisor.com/TravelersChoice

sexta-feira, 20 de março de 2015

Restô bar Side | Talita Simões no comando das coqueteleiras

Por Juliana Raimo 
Colunista do gastronomix



Um espaço super cool com decor bacanérrima e ambiente aconhegante onde os detalhes é que fazem a diferença.

O restô bar Side, em São Paulo, tem um  lindo bar “dupla face”, onde metade está voltada ao próprio restaurante e a outra metade a uma ruella charmosa desta villa composta por três restaurantes (entre eles um japonês e uma pizzaria).


Andrê e Dani, amigos queridos que participaram da elaboração do conceito estético e gastronômico junto aos sócios, mandaram muitíssimo bem! Mais no final do processo a bartender Talita Simões foi chamada para o gran finale: elaborar toda a carta de drinks que veio a agragar valor ao local.


Criativa, experiente e super dedicada, Talita me surpreende sempre. Já passou por diversos restaurantes entre Londres e São Paulo, mas sempre que encara um projeto, pensa nele como um filho único. Isto fica claro quando se senta ao bar para  degustar um drink junto a uma breve explicação da própria criadora.


Tenho minhas fases na coquetelaria, e como hoje sou fascinada pelo Bramble, começamos com este drink que para mim é sinônimo de perfeição. Na versão do Side, Talita inovou com um toque de gengibre (junto ao Gin e ao licor Chambord), que trouxe um aroma mais forte complementando todos os sabores.

Outro drink sou amante, um dos preferidos do meu pai, é o clássico Negroni - Gin, vermouth, Campari e rodela de laranja. Nesta versão que provamos,  ao aroma foi adicionado lasca de maçâ e o cravo da India. O vermouth usado foi o Formula Antica (1786) e o gelo uma esfera sólida que mantem o drink na temperatura ideal. Simplesmente divino!

// Negroni

 


Seguimos com o coquetel (na classificação das tônicas) Up Side Down – Gin Bulldog, lico Saint Germain, limão siciliano e laranja kinkan finalizado com tônica.

Bebemos ele acompanhado de deliciosos petiscos que fazem parte do menu da casa.
Apesar do bar ter o licor St Germain em seu acervo, Talita preferiu fazer a sua versão home made. O que considero sempre mais bacana, pois isto deixou o drink mais suave. A laranjinha kinkan trouxe aroma e o toque final.

// Up Side Down


E para finalizar em homenagem ao talentoso André Rodrigues, provamos um de seus drinks preferidos - e um dos meus também -  o Side Penicilin, com Whisky Gentleman Jack, Jack Honey, essência de gengibre, mixs de limão e peychaud bitter. Um drink cítrico refrescante que não tem quem não goste!

-       - Onde encontrar


Rua Tabapuã, 830 – Itaim Bibi
Telefone: + 55 11 3168-0311
Site:  siderestaurante.com.br
Horários de funcionamento:
De domingo à quinta-feira, das 12h à 00h; sexta e sábados das 12h às 1h. A cozinha faz intervalo de segunda à sexta, entre 15h e 17h, e aos finais de semana entre 16h e 18h.