sexta-feira, 4 de setembro de 2015

Tigre Cego | Sanduiches artesanais e drinks autorais

Por Juliana Raimo
Colunista do gastronomix


Da parceria de Pablo Muniz e seus sócios com vários amigos, a Vila Madalena ganhou mais um bar – sanduicheria, o Tigre Cego. Ambiente despojado com objetos de design espalhados por todos os cantos junto a um projeto de arte gráfica e de grafitti que dão uma super personalidade ao espaço.

O projeto é assinado pelo escritório de arquitetura Sub Estúdio e as luminárias, feitas com bacias de metal e lâmpadas penduradas, por Alisson Louback. A identidade visual ficou a cargo da dupla de designers Bora Lá e o estilista Fause Haten desenhou os uniformes da equipe, com inspiração no nome do local, “o tigre”.



Do pão aos molhos, tudo é preparado na cozinha da casa, que faz parte de um novo cenário que nasce no bairro e que vai além do chope e música ao vivo. 

Além dos deliciosos sanduíches 100% artesanais - como o Brisket (R$34 na versão grande, R$23 na pequena), que leva peito de boi assado por 10 horas à moda texana, servido desfiado com cebolas caramelizadas no vinho tinto e provolone defumado, maionese de jalapeño ou de pimenta biquinho – o menu de drinks foi criativamente elaborado para surpreender tanto quanto a comida. Das minhas passagens por lá provei também o suculento Pulled Pork (R$34 ou R$22), preparado a partir da costela suína e servido com cebolas no vinagre e açúcar mascavo, divino! As porções do combinado de batatas - batata rústica, batata doce e mandioquinha fritas (R$19) - que acompanham os sanduíches, crocantes e bem temperadas, fazem você querer voltar lá todos os dias.


Por ser apaixonado por coquetelaria, Pablo junto ao barman Lucas Araújo, criou drinks pensados para harmonizar com as comidas do bar que vão de releituras dos clássicos aos coquetéis autorais.

O Cosmopolitan, Mojito e o Bloody Mary aparecem em versões frozen, batidas com gelo, semelhantes às raspadinhas, servidas em taça dry (R$22 com bebidas nacionais ou R$26 com importadas).


O Gin-Tônica Tigre Cego é a versão caseira do drinque (R$22 ou R$26, foto à direita), na qual a tônica é substituída por um xarope de quinino feito lá mesmo, acrescido de limão siciliano e água com gás. Um drink perfeito "pré balada".


Adorei a versão com tequila do Bloody Mary “Maria Cega”, que une tequila infusionada com pimenta jalapengo e os temperos home made com uma borda de sal super fina que não faz pesar o drink. (R$ 22/26,00).


Junto a um delicioso sanduíche pedimos o Thai Breath (R$ 22/26,00), Gin infusionado com capim limão, abacaxi, água de côco, chá de jasmin, vermute seco e gengibre. Apesar de eu particularmente não ser fâ de abacaxi no drink, este veio na medida certa trazendo equilibrio de sabores e refrescância.


E por último, provamos um drink de infusão caseira com rum Havana que foi o Asian Dark’n Storm (R$26), com ginger beer feito na casa e gelo britado. Um sabor inusitado que trás uma sensação de “amortecer a boca” a cada gole com uma acidez equilibrada.

A conclusão é, para quem quer comer deliciosos sanduíches artesanais, beber excelentes drinks em um ambiente despojado com gente bacana, este bar é um dos spots em São Paulo que você não pode deixar de anotar na agenda!

- Onde encontrar:
Tigre Cego
Rua Girassol, 654 - Vila Madalena , São Paulo,  tel + 55 11 3586-8370
Horário de funcionamento: 
de 3a a Sábado das 12h às 15h e das 19h às 0h e Domingo das 13h às 0h

- Agradecimento:
Coentro Comunica – Paula Mascarenhas