quarta-feira, 23 de maio de 2018

NOTÍCIAS // Universal Dinner lança novo brunch

A chef Mara Alcamim renovou o cardápio do brunch e mudou o horário para servi-lo. Agora, vai das 10h às 13h. Por isso, ela acrescentou opções de almoço no cardápio — que podem ser pedidos das 12h até um pouco mais tarde, às 16h. O novo menu do brunch apresenta opções de várias partes do mundo, passando pelas waffles de influência nova-iorquina, as french toasts (da França, claro) e a shakshuka, um molho de tomate com pimentões, especiarias onde são cozidos ovos, originária do Magreb (norte da África).



Quem preferir pode pedir o brunch universal (R$ 39), combo que inclui ovos mexidos, brioche, bacon, queijo branco, manteiga, geleia e iogurte e granola caseiros. Ou se esbaldar fazendo combinações pedidas à parte. Além do brunch, a programação de sábado, que já contava com feira de orgânicos da agricultura familiar há cerca de três anos, terá, ainda, a presença de pequenos produtores com seus produtos fresquinhos – doces, ovos, frango caipira, leite, queijo e embutidos, por exemplo.

Restaurante Universal
CLS 210 bloco C loja 18
Telefone: (61) 3443-2089

terça-feira, 22 de maio de 2018

GRÃO DO DIA // 3 receitas rápidas de café com álcool

Alex Melo
Colunista de Café do Gastronomix

A bebida mais consumida entre os brasileiros (e no mundo, claro!) - o nosso protagonista Café - é super versátil e possui diferentes formas de preparo! E com o passar do tempo, outros elementos e componentes foram sendo pensados, testados e adicionados à nossa xícara, dividindo o mesmo teto que o nosso bom e velho amigo, tornando essa parceria e combinação ainda mais saborosa!

Os famosos drinks de 'café com álcool' surgiram dessa maneira. E que hoje são muito consumidos na Europa, na América do Norte, além de, claro, também bastante presente no menu das cafeterias pelo nosso Brasilzão!

E para nossa alegria, logo abaixo algumas receitas desses drinks! Confira! =) 
Separamos aqui 3 Receitas super rápidas para preparo de sua bebida preferida de forma inovadora. Dessa vez, com um certo teor alcoólico! =)

1.MARULA HOT COFFEE
Essa bebida tem um toque especial, o licor de marula. Deixando seu espresso um pouco mais adocicado.

Ingredientes
- 30 ml de licor de marula
- 30 ml de café espresso

Modo de Preparo
Tire um café espresso curto de aproximadamente 30 ml. Adicione o licor de marula e deguste na hora!

2.CACHAÇA BRASILEIRINHO
Drink muito marcante com um ingrediente bem brasileiro, usando no preparo o nosso maior e mais consumido destilado: a cachaça.

Ingredientes
- 50 ml de cachaça
- 80 ml de leite
- 50 ml de café

Modo de Preparo
Colocar em uma coqueteleira 3 cubos de gelo, a cachaça, o leite e o café. Bater bem e depois servir em uma taça.

Opcional: usar um copo long drink, bordear a taça com 2 colheres de doce de leite. 

3.IRISH COFFEE
Drink tradicional muito consumido na Europa e nos Estados Unidos, com características marcantes. Perfeito para os dias mais frios!

Ingredientes
- 50 ml de Whisky Irlandes
- 100 ml de café
- açúcar mascavo

Modo de Preparo
Usar uma taça de vinho branco, colocar o whisky depois 1 colher de açúcar mascavo, depois o café e para finalizar chantilly a vontade.

Nos Sigam nas Redes Sociais
Grão Do Dia - um pouco de café - um pouco de cor
IG: @graododia (instagram.com/graododia)
Facebook: facebook.com/graododia
Site/blog: www.graododia.com 

segunda-feira, 21 de maio de 2018

NOTÍCIAS // Happy hour à moda italiana

O costume de tomar um aperitivo no comecinho da noite é a cara da Itália. E nada melhor do que tomar um drink acompanhado por petiscos. O Due Restaurante montou um cardápio especial com esta proposta.

São mini bruschettas de vários sabores (R$ 18 a R$ 29), involtine di melanzane (entradinha de berinjela recheada com ricota temperada, molho de tomate e manjericão R$ 25), as tradicionais bruschettas (R$ 11 a R$ 20) e polenta frita acompanhada de molho três queijos (R$ 32).P ara acompanhar, drinks italianos: Spritz (R$ 19), Ciroc Peach Spritz (R$ 26), Negroni (R$ 26), Bellini (R$ 20), Garibaldi – Orange bitter (R$ 22). O happy hour começa às 18h e até as 21h. Neste horário, os drinks têm 50% de desconto e os petiscos, com 30%. 


Due Restaurante
CLN 209, Bloco D, Loja 59 – Asa Norte
Telefone: (61) 3532 1018

quinta-feira, 17 de maio de 2018

CHAZEIRA // No Japão tem... lojas de chá de todo o mundo! Parte II

Eloína Telho
Colunista de Chá do Gastronomix 

Nem só de chá verde produzido localmente vive o Japão. Em Tóquio, renomadas lojas de chá garantiram sua fatia de mercado. Vai que as pessoas queiram dar uma variada, né? Quer saber o que tem por lá para já chegar preparado para grandes emoções? Só vem!
FORTNUM & MASON – Se a Inglaterra tivesse um gosto, para mim, seria o da Fortnum. A marca é a responsável pela minha paixão por chás. Tem muita história, já que existe desde 1707; uma loja linda na Piccadilly Circus, que vende cestas de piquenique, biscoitos, chocolates, bebidas alcoólicas e chás, claro; restaurantes e salões de chá, tudo em seu infinito particular. Indicada pela Rainha Elizabeth e também pelo Príncipe Charles, chique de doer.

Depois de toda essa introdução, você pode imaginar a minha alegria quando descobri que tinha algumas (siiiiim, no plural!) lojas no Japão. Passaria, fácil, tardes e tardes perdida nos aromas familiares, guardado em pacotes e latinhas de azul inconfundível. Procure pelas lojas de departamento Mitsukoshi e Isetan e seja feliz!

Endereços em Tóquio:
Mitsukoshi: 1-4-1 Muromachi, Nihonbashi, Chuo-ku, Tokyo, 103-8001, Telefone +81 (0)3 3243 9881; 4-6-16 Ginza,Chuo-ku, Tokyo, 104-8212, Telefone +81 (0)3 3562 111.
Isetan: 3-14-1 Shinjuku, Shinjuku-ku, Tokyo, 160-0022, Telefone +81 (0)3 3352 1111.
MARIAGE FRÈRES – Não há como se falar em chá francês sem fazer menção a Mariage, um ícone! De Paris para o mundo, desde 1854, a marca oferece chás puros, aromatizados, blends desenvolvidos especialmente para os países onde se estabelece (tinha chá verde com cerejas, o Sakura, em homenagem à primavera!), além daquele charme francês todo especial. Conheci a loja que fica em Aoyama, mas há outros endereços igualmente lindos, que contam até com salões de chá. Também pode ser encontrada nas lojas de departamento Mitsukoshi.

Endereços em Tóquio:
Aoyama-Dori, 5-9-1 Minami-Aoyama, Minato-ku, Tokyo, Telefone +81 (0)3 3486 1854
Meiji-Dori, 3-14-25 Shinjuku, Shinjuku-ku, Tokyo, Telefone +81 (0)3 5367 1854 (com restaurante e salão de chá)
Ginza Matsuya-Dori 2F, Ginza Sanwa Bldg., 4-6-1 Ginza Chuo-Ku, Tokyo, Telefone +81 (0)3 3564 1854 (com restaurante e salão de chá)
Suzuran-Dori, 5-6-6 Ginza, Chuo-Ku, Tokyo, Telefone +81 (0) 3 3572 1854 (com restaurante e salão de chá)
DEMMERS – Marca originária de Viena, que tem por objetivo “demonstrar a cultura austríaca do chá”, desde 1981. A identidade do país está presente em cada detalhe da decoração, nas embalagens que fazem referência a personagens importantes de sua história, nas valsas tocadas como música ambiente. Os acessórios também são incríveis! Na dúvida, antes de qualquer loucura, peça um chá acompanhado de apfelstrudel, para acalmar a mente e não levar, de cara, a loja toda.

Endereço em Tóquio:
Seiko Building 1F 7-21-22 Roppongi, Minatu-ku, Tokyo 106-0032

Essas são algumas marcas ocidentais conhecidas presentes em Tóquio – e  em outros lugares do Japão também –, para você enlouquecer. É tanta opção que dá pra fazer um estoque bem diversificado. E, como já disse, é só o começo. Vem muito mais por aí! Enquanto categorizo os lugares e chazinhos, vamos nos encontrando pelas redes sociais, @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face). Nos por vemos lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo?

Um beijo e bons chás... Ingleses, franceses ou austríacos!

quarta-feira, 16 de maio de 2018

ALMANHAC // 10 coisas que você precisa saber sobre a cerveja

Rosualdo Rodrigues
Colunista de variedades do Gastronomix

Quando você está no bar tomando sua cervejinha com certeza nem imagina a longa trajetória que aquela receita enfrentou até chegar ao seu copo — seja uma breja artesanal ou uma industrializada daquelas que muita gente já não quer beber.

Pois é uma looonga história, e que não começa na Alemanha, como faz crer a tradição cervejeira daquele país. Vamos dar uma voltinha bem rápida no túnel do tempo para saber de onde vem essa saborosa tradição. 
1. A cerveja surgiu (por mero acaso) na antiga Mesopotâmia, mais precisamente na Suméria (atual Iraque), por volta de 2100 a.C.

2. Presume-se que agricultores armazenaram grãos em vasos e a chuva ou uma infiltração deu início ao processo de fermentação. Sim, porque qualquer açúcar ou alimento que contenha amido pode sofrer fermentação natural.

3. O nome cerveja vem de Cerevisia, como foi chamada a primeira cerveja primitiva. Teria sido em homenagem a Ceres, a “deusa das plantas que brotam” (ou seja, dos grãos).

4. Os egípcios não demoraram a aprender a arte de fabricar cerveja. Produziam uma cerveja escura que era bebida diariamente, e levaram esse hábito para o milênio seguinte.

5. Nos primeiros anos, a cerveja muitas vezes matava a sede no lugar da água, que era muito exposta a contaminações e provocada doenças. 
6. Na Idade Média (séculos 5 a 15), os mosteiros passaram a fabricar cerveja. Os monges foram os primeiros a adicionar ervas na receita para conseguir diferentes aromas — louro, sálvia, gengibre e lúpulo, entre outros.

7. Ah, o lúpulo! Acredita-se que foram os monges do Mosteiro de San Gallo, na Suíça, que tiveram a ideia de acrescentar esse ingrediente usado até hoje. Isso lá por volta dos anos 700…800…

8. No século 12, os monges começaram a perder a exclusividade no fabrico. Começaram a surgir pequenas fábricas na Europa. e essas foram aperfeiçoando a receita. Descobriu-se aí, por exemplo, a importância da água para a qualidade da bebida.
9. Calcula-se que hoje em dia existam umas 20 mil marcas de cerveja no mundo todo. em todo o mundo. Ela é a bebida alcoólica mais consumida no planeta.

10. A cerveja mais cara do mundo *ou seria melhor dizer uma das) é a Samuel Adams Utopia (U$ 150 a garrafa de 750ml, cerca de R$ 550), produzida em Boston, Estados Unidos. Ela é lançada a cada dois anos em tiragem limitada.

terça-feira, 15 de maio de 2018

GRÃO DO DIA // Conheça a nova Cerveja à base de Café, a 'Latt-ale'

Alex Melo
Colunista de Café do Gastronomix

O que é o que é, tem 5.6% de teor alcoólico, cheiro de espresso e cor de espresso, mas não é um drink nem um espresso? Resposta: Cerveja à base de Café! Isso mesmo, conheça a bebida do tipo 'Latt-ale', criada pela Meantime Brewing em Londres, em colaboração com os especialistas em café do Nude Coffee Roasters.

Chamado de 'latt-ale' ou 'beerista', o evento para criação e demonstração desse novo tipo de café, como lançamento do novo porter desta cafeteria de Londres, foi uma sensação!
Nova Porter em Londres, Latt-ale
As variações envolvendo nosso amado cafezinho estão a cada dia que passa aumentando a paleta de opções, para nossa alegria! Café com abacate, com laranja, com limão, drinks alcoólicos com café, café com glitter, e agora... tam tam tam tam... uma boa cervejinha gelada com café! Que tal?

A novidade é: dois tipos de cerveja produzidas pela empresa. A Espresso Porter, que tem mais cafeína do que um expresso duplo e teor alcoólico de 9%, e a chamada Cream of The Crop, com teor alcoólico de 4% mais cremosa, aromatizada com lactose e que também contém aveia. Ela é chamada pelos criadores de 'cerveja de leite'.

As cervejas foram criadas pelo BrewMaster da Meantime, Ciaran Giblin, e por Kane Statton, especialista do Nude Coffee Roasters. Eles descrevem isso como “uma nova e emocionante experiência para os amantes de cerveja e café”.

Confira tudo no site EveningStandard UK, seção Go London.

Cor de café, sabor de café, aroma de café… mas é cerveja!!! E a gente AMA!

Nos Sigam nas Redes Sociais 
Grão Do Dia - um pouco de café - um pouco de cor -
Instagram: @graododia (instagram.com/graododia)
Site/blog: www.graododia.com

quinta-feira, 10 de maio de 2018

CHAZEIRA // 2 casas de Chá no Japão – Parte I

Eloína Telho
Colunista de Chá do Gastronomix

Realizei um sonho ao conhecer o Japão. Perceber um mundo diferente, ver educação em cada mínima atitude, viver o chá em cada cantinho... E que cantinhos!

Como não podia deixar de ser, cada um deles estará aqui no Gastronomix, para você também se aventurar. Começamos por Tóquio, minha porta de entrada neste novo mundo, que está aqui, guardadinho no meu coração.

Em Tóquio, uma metrópole maravilhosa, tem chá para todo gosto. Tem cerimônia do chá tradicional, tem serviço de chá feito por família, tem roupagem bem contemporânea, tem loja do mundo todo. Escolher o que fazer, antes de viajar e lá também, foi minha maior dificuldade, ante as inúmeras opções.  Hoje, optei por lhe apresentar dois ícones contemporâneos do chá japonês, que, de tantas recomendações, já estavam na minha listinha de imperdíveis antes mesmo de chegar. Reservas feitas, cheguei e comprovei que, de fato, não poderia deixar de ir. Vem comigo!

CHA CHA NOMA – Um espaço bem pequeno, em Omotesando/Shibuya; portanto, se não está disposto a esperar, faça reserva, e se prepare para uma aula sobre chás japoneses! O fundador dessa loja é um dos maiores conhecedores de chá verde no Japão, autor de livros que abordam o assunto. E o conhecimento está estampado desde o cardápio, que traz explicações sobre os tipos de chá, colheita, processo de produção e características. A harmonização entre chás e pratos é levada super a sério e, também no cardápio, há informações sobre doçura, sabor, raridade e aroma, para que você entenda bem o que está pedindo e faça a melhor escolha para o seu paladar. Há harmonizações já sugeridas pela casa, inclusive com chocolate, interessantíssimas! Na época, havia um menu sazonal bem fofo, em homenagem às cerejeiras, que estavam floridas.

Decidi inaugurar meus dias chazeiros com um Gyokuro e já digo que foi uma das melhores experiências da vida; primeiramente, provei o chá in natura, comendo as folhinhas mesmo, como petisco, para entender o que viria pela frente; depois, me foram servidas três infusões do mesmo chá, em diferentes temperaturas, para demonstrar como um mesmo chá pode ser tão diferente, dependendo do modo de preparo. 
Nossos escolhidos!
Meu Gyokuro e uma sobremesa que tem mochis (bolinhos de arroz), anko (pasta de feijão), sorvete, mousse e biscoitinhos de matcha. Delícia!

Todos os chás servidos vêm com um cartão de informações, para que a gente lembre depois o que foi degustado. Também é possível comprar os chás servidos, para prolongar o momento em casa... Claro que acabei trazendo um matcha e um pós-fermentado com lactobacilos, sugestão do meu querido Vinícius Monfernatti.   Em breve estarão nas redes sociais e por aqui, pode ter certeza! ;)

Estação de metrô: Omotesando
5-13-14 Jingu-mae, Shibuya-ku, Tokyo
Telefone: 03-5468-8846
www.chachanoma.com (em japonês apenas); instagram: @chachanoma (para reservar, esse foi o melhor meio!)

SAKURAI TEA EXPERIENCE – Se você quer ver o chá com outros olhos, de um jeito bem contemporâneo, este é o lugar. A atmosfera moderna está presente na decoração, no jeito de servir, na apresentação, nos rótulos dos chás. É uma experiência única e encantadora, daquelas que a gente deixa já pensando em voltar! Também na região de Omotesando, dentro do Spiral Building, não muito distante da Cha Cha Noma.  Minha escolha foi um menu degustação em quatro etapas, com chás e petiscos harmonizados.
A experiência!
Comecei por um Gyokuro especial, quente, servido com feijõezinhos doces, como petiscos; em seguida, uma nova infusão de Gyokuro foi feita, servida gelada, acompanhada de saladinha das folhas utilizadas, sal e molho de yuzu, um simpático limão japonês (pense num negócio bom!). Depois, escolhi um chá verde de amostras que me foram apresentadas (fui pelo cheiro!), que, tostado na hora, se tornou um Houjicha, servido com petiscos de gengibre e rabanete. Por fim, um incrível matcha se fez acompanhar de um mochi (bolinho de arroz) enrolado em folha de cerejeira, recheado com geleia da fruta.
Cerveja com matcha sendo preparada...

O marido se aventurou nos drinks e adorou a cerveja japonesa com matcha. O balcão onde tudo é servido é bem pequeno e o atendimento é super personalizado, a gente acompanha o preparo em utensílios incríveis, de uma forma bastante original, quase como uma alquimia! A reserva também se faz indispensável e os horários são bem concorridos. Imperdível, então, não marque bobeira! Também há chás e acessórios disponíveis para venda.

Estação de metrô: Omotesando, saída B1
 5-6-23 Minamiaoyama, Minato-ku, Tokyo
Telefone: +81-3-6451-1539
www.sakurai-tea.jp; instagram: @sakurai_tea

Isso é só o começo. Vem muito mais por aí! Ainda estou perdida no meio de tantas fotos e anotações, mas, aos poucos, vamos organizando tudo, pra tentar repassar a melhor informação para você, leitor amado! Enquanto isso, vamos nos encontrando pelas redes sociais, @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face) . Nos vemos lá, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo?

Um beijo e bons chazinhos... Japoneses ou não!