quinta-feira, 30 de junho de 2016

NOTÍCIAS // El Paso tem 10 chilis para o inverno

O brasiliense sabe que julho na cidade é um mês bem frio. Para animar a estação, a Rede El Paso (Asa Sul, Asa Norte e Terraço Shopping) criou o cardápio Doble Chili com dez variedades do prato texmex, que tem como base carne, feijão, queijo, condimentos e pimenta.

 O comensal poderá escolher duas opções, que serão acompanhadas de totopos (tortilhas crocantes de milho) ao preço de R$ 48,90, a dupla. O Doble Chili estará disponível em todos as casas da rede, durante os jantares, de 1 a 24 de julho.
O chef David Lechtig diz que a proposta era criar algo inovador nesta época do ano em que as pessoas preferem as comidas quentinhas. “Dependendo da aceitação dos comensais, os novos chilis poderão fazer parte do cardápio oficial do El Paso”, diz.

Lechtig  cita alguns destaques:  o Chili com cordeiro e feijão branco, o Chili Vegetariano com carne de soja , o Chili Brasileño com carne seca e o Chili Al Pastorelaborado com pernil picante

Confira o menu completo:
- CHILI TRADICIONAL com feijão carioca e carne moída
- CHILI PITUCO com feijão vermelho e tiras de filé
- CHILI ROPA VIEJA com feijão carioca e carne desfiada
- CHILI AL PASTOR com feijão carioca e pernil picante
- CHILI CON CHORIZO com feijão vermelho, carne moída e linguiça picante
- CHILI CON CORDERO com feijão branco, cordeiro desfiado e salsa roja
- CHILI VEGETARIANO com feijão carioca e carne de soja
- CHILI BRASILEÑO com feijão fradinho e carne seca desfiada
- CHILI BBQ com feijão vermelho e costelinha ao barbecue
- CHILI DE 03 CAMADAS com feijão carioca, carne moída, guacamole e sour cream

O QUE É O CHILI?
Ao contrário do que muitos pensam, o Chili é o prato oficial do estado do Texas- Estados Unidos. Ele foi inventado em solo estadunidense e não no México. No século 19, o prato composto por carne seca, gordura, condimentos e pimenta chili já era popular entre os cowboys e aventureiros do oeste americano. Com o final da Guerra de Secessão, em 1865, o prato ganhou o país. Entre os texanos mais conservadores, o prato só é autêntico se tiver apenas carne e quantidades absurdas de pimenta. Mas, com a popularização do chili, inúmeras versões surgiram – sendo mais populares aquelas que acrescentam feijão à receita. Com a migração mexicana, o chili começou a fazer parte da mesa dos hermanos.
  
MENU DOBLE CHILI
Restaurantes El Paso
Jantares - De 1 a 24 de julho
R$ 48,90 o duo de chilis + totopos
Aceita todos os cartões

FUNCIONAMENTO
El Paso - Terraço Shopping Tel. (61) 3233-5197 
Segunda a quinta: Jantar das 18 horas à meia-noite
Sexta e sábado: Jantar das 18 horas à 1 da manhã
Domingos: Jantar de 18 à meia-noite.
Estacionamento do Shopping
Aceita todos os cartões

quarta-feira, 29 de junho de 2016

NOTÍCIAS // Chefs nos Eixos será 10 de julho

Domingo, 10 de julho. É quando ocorrerá a sexta edição do Chefs nos Eixos. O conceito, voc já sabe: levar boa comida a bons preços em um dos cartões postais da cidade. Tudo ao ar livre para as pessoas se integrarem ao ambiente, que muda completamente a cara de uma das vias mais movimentadas de Brasília. O evento será na altura da 108/208 Sul, começa às 10h e termina às 17h30.

Nesta edição, a primeira do ano, tem novidades. Entre elas, receitas exclusivas criadas especialmente para o evento, como o Brisket de Angus, o Sertão burger, o Baião de cinco, a Pavlova de morango e o bolo molhado com brigadeiro de leite Ninho. Vai ter também diferentes bikes circulando com bebidas, churros, pipoca gourmet, entre outras delícias!
Outra novidade são os chefs que irão participar pela primeira vez do Chefs nos Eixos, como o argentino Gastón Almada, do Massa Madre; o espanhol Ricardo Moreno; André Carvalho, do Rapport Café e Marcello Lopes, ex-chef do Bottarga.

Vai ter até chef de fora, prestigiando nossa cidade. Jimmy McManis, conhecido como Ogro Jimmy, estará na sexta edição do Chefs nos Eixos com dois burgers autorais.

Os pratos terão preços variados e custarão, no máximo, R$25, de forma que se possa experimentar de tudo um pouco. A próxima edição será 4 de setembro.

CHEFS NOS EIXOS
Data: 10 de julho (domingo)
Local: Na altura das quadras 208/108 sul;
Valor dos pratos: máximo R$ 25
Horário: das 10h às 17:30h

segunda-feira, 20 de junho de 2016

EU RECOMENDO // Em Treviso, vá a Osteria Alla Pasina

Felipe Oliveira (*)
Convidado especial do Gastronomix

Quando imaginamos a comida italiana, logo nos vem à cabeça aqueles pratos fartos, massas, risotos e carnes braseadas, típicas da Toscana e do Lazio. Mas existe uma parte da gastronomia italiana que se refugia principalmente no ponto norte da “bota”. Há uma infinidade de ótimos restaurantes no nordeste do país. A região do Vêneto é mundialmente famosa por dois ícones: a romântica Veneza e o espumante Prosecco. Próximo à Veneza e à Verona (cidade conhecida por ambientar o mais famoso romance, Romeu & Julieta), está localizada a singular província de Treviso, cercada por diversos vinhedos dos produtores de Prosecco.
Em Treviso, cidade fora do circuito turístico oficial, exceto por aqueles que buscam as vinícolas da região, temos um lugar de charme verdadeiramente italiano: a Osteria Alla Pasina, inaugurada no final da década de 1970 por um casal de amantes da gastronomia da região. O ambiente tem mudado com o passar dos anos, mas nada que descaracterize a essência. Atualmente, há também um hotel com poucos quartos, mas muito elegante.

A cozinha é essencialmente Veneziana, há um cuidado enorme com o preparo das carnes, muito vitelo, muito mesmo!  As massas seguem a linha das receitas do norte da Itália, com pouquíssimos ingredientes, mas de altíssima qualidade. Em setembro, o cardápio muda (em cada estação há uma seleção diferente) e contempla pratos com as famosas trufas, requinte herdado da burguesia veneziana. Há também a época dos aspargos, alcachofras e tudo o mais que a região fornece de maior valor. É interessante programar a data da visita e aproveitar o máximo do seu ingrediente preferido.

Vale destacar as boas opções de frutos do mar, ao melhor estilo “maremonti” (mar e montanha). Pratos com frutos do mar frescos combinados com preparações inusitadas, caldos de carne, pancetta e cortes de cordeiro. O stinco de cordeiro com polenta e molho de frutos do mar impressiona pela harmonia e delicadeza da carne.

Apesar de todo o esmero na seleção de ingredientes e na execução dos pratos, os preços não são nada comparáveis com os dos restaurantes estrela Michelin de Roma, Milão ou Florença.  Há opções do menu degustação a partir de EU$ 40,00 com entrada, prato de massa, prato de  carne, sobremesa e café.

Os vinhos são um capítulo à parte. A casa, obviamente, conta com uma carta apurada em rótulos locais, tintos potentes como o Amarone della Valpolicella ou elegantes como os Valpolicella Superiore. Vale muito desviar um pouco a rota de Veneza e conhecer o interior. As vinícolas da região também têm ótimas opções gastronômicas e paisagens únicas.
Osteria Alla Pasina
Via Marie, 3- Dosson di Casier
Treviso -Italia
Tel +39 0422 382112
Email: pasina@pasina.it


(*) Felipe Oliveira é padeiro e sócio-proprietário da Panetteria D’Oliva. 

quinta-feira, 16 de junho de 2016

POR AÍ // Buddakan, obrigatório em NY

Gustavo Pereira
Colunista de Gastronomia do Gastronomix


Essa é uma das paradas obrigatórias em NY. O sempre famoso e agitado restaurante Buddakan, que saiu das séries de TV para ganhar a cidade, oferece uma orgia gastronômica asiática de primeira qualidade.

Mesmo que já tenha ido várias vezes, é o tipo de restaurante que vale a pena voltar com os amigos a cada semana. Os pratos são para dividir e, assim, você consegue experimentar um pouco de tudo. 
Com uma decoração incrível e pé direito altíssimo, o restaurante - que está sempre agitado de gente bonita e música gostosa - é uma ótima pedida antes de encarar a noite de Nova York.

Cuidado com a pimenta, afinal o asiático Buddakan adora tudo que é spicy. Quem não gosta, melhor perguntar antes. Abuse dos pratos que levam pato ou atum que são extremamente saborosos. E para quem gosta de carne, o filet com molho de mostarda é delicioso e tem a carne mais macia que já comi.

Para quem não tem alergia a camarão, peça os camarões apimentados e fritos, realmente o melhor prato do restaurante.E não deixe de entrar no clima do restaurante, beba muito e sente-se no mesão comunitário que fica no andar de baixo. Você vai se sentir dentro de um filme ou uma série de TV.

Buddakan

75 9th Ave -  Nova York
Telefone:+1 212-989-6699
Site: buddakannyc.me/

segunda-feira, 13 de junho de 2016

EU RECOMENDO // Um passeio por Pierneef à La Motte

André Degaspari
(*)
Convidado especial do Gastronomix
Pense em um lugar onde as pessoas podem passar o dia em contato com a natureza, com gastronomia e degustação de vinhos de fabricação própria e qualidade internacional. Esse tipo de passeio é muito comum na região da Cidade do Cabo, na África do Sul, que possui dezenas, centenas de vinícolas para todos os gostos e bolsos. Hoje conhecemos o restaurante da La Motte, o Pieneef à La Motte, que produz os melhores vinhos do país e está localizada em Franschhoek, um dos distritos mais charmosos da região. 
O nome Pierneef à La Motte foi inspirado pela admiração do artista Sul-Africano Jacob Hendrik Pierneef (1886 - 1957) de La Motte. Que traz a criatividade de Pierneef em retratar a beleza da paisagem sul-africana, misturando elementos da cozinha tradicional local com uma interpretação contemporânea. Os estilos originais da gastronomia e diversos sabores locais foram por séculos inspirados nas influências dos colonizadores da região, formando o que conhecemos hoje como a Cape Winelands Cuisine. 
Mas vamos lá, os pratos servidos no Pierneef à La Motte são baseados em receitas já consagradas pela Cape Winelands Cuisine, com leves adaptações. A base deste caldeirão gastronômico vem das primeiras receitas trazidas para o Cabo por colonos europeus durante o século 17.

Desde então, diferentes culturas contribuíram para a formação de Cape Winelands Cuisine, incluindo receitas dos “chefes esquecidos” da cozinha regional, que foram coletadas e hoje fazem parte do cardápio do restaurante. Tais tradições ainda estão vivas no restaurante com o uso de um menu sazonal de legumes e frutas frescas da horta sustentável La Motte, o uso intensivo de especiarias e ervas e o vinho fazem parte deste estilo criativo de cozinhar.   

CONFIRA A TRADICIONAL RECEITA DE PUDIM DE ARROZ CAPE WINELANDS

Estas sobremesas já foram servidas com moskonfyt (xarope à base de uva), mel ou xarope doce, mas, na maioria das vezes, elas foram servidas com creme, como são feitas hoje em dia. Vamos a receita!

Rendimento: 4 porções

INGREDIENTES
- 2 xícaras (500 ml) de leite ou creme de leite fresco
- 1 copo (250 ml) de arroz cozido
- 1 colher de sopa (15 ml) de manteiga
- 1 pitada de sal
- 2 ovos, separados
- ½ copo (125 ml) de açúcar
- 1 porção de cascas secas de tangerina finamente picadas, ou raspas de 1 limão fresco ou 2 colheres de chá (10 ml) de água de rosas
- ¼ xícara (60 ml) de xarope de frutas vermelhas

PREPARO
- Pré-aqueça o forno a 150 ° C
- Aqueça o leite ou creme em uma panela e adicione o arroz. Adicione a manteiga e sal
- Bata as gemas com o açúcar até formar um creme. Adicione a mistura de leite quente e bata bem
- Bata as claras até ficarem firmes e coloque na mistura de leite. Adicione a casca de tangerina, raspas de limão ou água de rosas e misture
- Despeje a mistura em uma assadeira untada e leve ao forno por 30 - 40 minutos e voilá.

Pierneef à La Motte Restaurant
R45, Main Road Franschhoek | África do Sul
www.la-motte.com

(*) André Degasperi é jornalista e mantém o Instagram de viagens: @dedegas_viaja. Foi a África do Sul a convite do Turismo da Cidade do Cabo e da SAA (South African Airways).

sábado, 11 de junho de 2016

NOTÍCIAS // Rapport Café e Bistrô = comfort food

A quadra 201/202 Sul é bastante conhecida por ter um grande número de self services, uma quase vocação daquela comercial por estar perto do Banco Central e de uma série de escritórios. Este cenário, aos poucos, está mudando com abertura à noite de alguns comércios por lá.

O Rapport Café Especiais e Bistrô é um deles e desponta como uma das boas opções da quadra para quem quiser comer pratos bem feitos e tomar uma taça de vinho ao sair do trabalho. A cozinha, pilotada pelo chef André Carvalho, tem a premissa de servir comfort food conciliando técnicas da cozinha internacional às receitas regionais e misturas de ingredientes.

Pela manhã, a casa atende a vocação da quadra e dispõe de algumas opções para o almoço. À noite, ganha ares mais intimista conduzido pela empresária Fabiana Braga, que conversou com o Gastronomix e explicou a escolha do nome do bistrô com capacidade para 96 pessoas, com direito à mezanino.  

“Rapport é um conceito utilizado na psicologia, relacionado à empatia, respeito e confiança estabelecidos entre as pessoas, que por sua vez se traduzem em uma sensação agradável e natural, propícia ao retorno. É esse o clima que procuramos manter aqui”, explica Fabiana.

ENTRADAS
O cardápio é composto por duas entradas frias e três quentes. 
- Antepasto de cubos de queijo minas frescal, azeitonas pretas, tomate cereja em pesto genovês com cestinha de pães, R$ 19,90
- Rosbife de picanha em vinagrete de alho-poró com torradinhas de ervas amanteigadas e crocantes, R$ 32,90
- Bolinho de risoto de açafrão e manjericão, recheado com queijo muçarela, servidos com molho de tomate picante (porção com 3 unidades), R$ 21,90
- Filet mignon em cubos coberto com queijos fundidos (muçarela, gorgonzola e gruyère) gratinado com queijo grana padano e servido com torradinhas de ervas amanteigadas e crocantes, R$ 35,90
- Anéis de lula com shimeji fresco refogado na manteiga, alho, molho de soja e cebolinha. Acompanhados de cesta de pães, R$ 33,90

SALADA
- Variedade de folhas, tomate cereja, cenoura ralada, palmito e molho cremoso de iogurte natural tipo grego com hortelã, R$ 21,90
- Variedade de folhas, legumes assados em azeite extra virgem e aceto balsâmico com amêndoas laminadas, R$ 27,90

PRINCIPAIS
Há oito pratos principais. Sem dúvida, o javali chama bastante atenção. Cai super bem com o aligot e os shimejis. Mas vale a pena experimentar as outras opções também, pois co hef André tem super cuidado com as matérias-primas com ele faz os pratos.
- Filet mignon de javali confitado com shimeji fresco e aligot (purê firme de batata com queijo muçarela, gruyère e grana padano), R$ 59,90
- Filet mignon recheado com sálvia fresca e presunto de parma ao molho tinto com risoto de laranja e farofa de castanha do Pará, R$ 55,90
- Costela bovina cozida lentamente com molho tinto, mousseline de macaxeira e agrião fresco, R$ 49,90
- Filé de pescada amarela ao molho de manga e curry de legumes (médio picante), R$ 58,90 - Camarão em creme de batata baroa, aromatizado com azeite de dendê, arroz verde de rúcula e crocante de alho-poró, R$ 57,90
- Filé de frango empanado em panko com creme de cebola gratinado e legumes assados em azeite extra virgem e aceto balsâmico, R$ 42,90
- Fetuccine ao creme de funghi secchi com lagarto desfiado, R$ 42,90
Aos que não comem carne, a dica é o risoto de legumes assados e Grana Padano (R$ 40,90. individual). Apesar de não haver pratos veganos no cardápio do bistrô, o chef André Carvalho coloca-se à disposição para receber o público com restrições alimentares e realizar adaptações, conforme as possibilidades da cozinha. Para crianças, consulte o prato infantil do dia.

SOBREMESA 
Para encerrar a experiência gastronômica, há quatro opções de sobremesa.
- Tiramisú, sobremesa italiana a base de café e mascarpone, R$ 17,90
- Tortinha quente e crocante de maçã verde com sorvete de creme especial da casa e calda de whisky, R$ 19,90
- Mini torta mousse de chocolate meio amargo com biscuit de amêndoas e chantilly de laranja, R$ 22,50
- Cartola – banana grelhada com canela e açúcar, gratinada com queijo coalho, R$ 18,90

Rapport Cafés Especiais e Bistrô

CLS 201, Bloco B, Loja 9, Asa Sul – Brasília/DF; (61) 3322-0259.
De segunda a sábado, das 12h às 23h. Menu executivo: de segunda a sexta-feira, das 12h às 14h30. Cardápio do bistrô: de segunda a sábado, das 19h às 23h.

sexta-feira, 10 de junho de 2016

DRINK_ME // Madrid:Tapas & Vermouth

Juliana Raimo
Colunista do Drinks do Gastronomix

Madrid
, uma cidade onde em cada esquina se vê uma cena interessante com pessoas interagindo entre o espaço público e o privado. Praças, pracinhas e jardins se intercalam no percurso onde, não é identificado de forma clara, a transição entre bairros. O que torna esta cidade extremamente interessante, pois fica a sensação de que estamos sempre numa localização central.
Entre uma tapa ou um pincho, uma taça de vinho para acompanhar. O vinho ali parece água. E o drink do momento nos bares mais descolados se assemelha a São Paulo com o refrescante Aperol Spritz e o Gin & Tonic com suas variações de zests e especiarias. O tradicional aperitivo Vermouth também domina a cena, sempre com uma rodela de laranja e azeitonas para acompanhar. O dia vai escurecendo e mais gente se junta nos inúmeros bares das praças da cidade.
A cena boêmia é de fato uma característica desta capital que não parece dormir. O povo espanhol ali de início parece um pouco "rude" muito direto e sem tanta paciência com o turista. Depois de alguns dias, se entende que não é pessoal e sim cultural. Com o tempo, passamos a gostar desta franqueza madrilena.

Para tomar um bom drink, recomendo o bar Delic. Ali, todos os jovens bartendes parecem saber o que estão fazendo. Eu fui na onda do Gin andTonic, em uma taça bojuda, com slice de casca de laranja. Se optar por sentar na varanda, a dose de qualquer drink custa um pouco mais caro, mas vale cada euro gasto a mais.
Fiz um select dos locais que mais gostei para compartilhar com vocês, tirando os pontos turístico e o museu del Prado é claro:

// Mercados
1 |  San Miguel (lindo, reformado, barracas com comidas e especiarias de dar água na boca) vale muito a visita. http://www.mercadodesanmiguel.es/  - Plaza de San Miguel, s/n

2 |  San IL Delfonso (menor que os outros, com barracas super transada com um varanda no 3o andar deliciosa) Lá que comi umas das melhores carnes de porco da minha vida (no Bovinos Luxury)
http://www.mercadodesanildefonso.com/
C/ Fuencarral 57, 28004 Madri, Espanha

3 |  Mercado de San Antón –
www.mercadosananton.com – Calle de Augusto Figueroa, 24 – também muito indicado fica no bairro de Chueca é um point principalmente nos fins de tarde. Tapas e comidinhas com preço justo tem também no terraço um restaurante e drinks. 
// Lojinhas (para presentes)

1 |  Muji – Calle Fuencarnal, 36 (Apesar de ser japonesa tem em Madrid e amo amo amo!
Objetos de papelaria e para casa estilo minimalista e com design)

2 |  Tiger– Calle Fuencarnal, 103 (lembrancinhas coloridas e divertidas)


// Restôs
1 |  Lateral – www.lateral.com
Calle Fuencarral, 43 + 39 91 531 6877
Lugar de sangria e tapas, depois das 18h todos os endereços tem um “serviço de coctelaria de autor".

2 | Qualquer restaurante / Bar no bairro La Latina. Só gostar de um, sentar na praça e se deliciar com as tapas e pinchos junto ao vinho da casa.

// Ramoneria
1 | Jamoneria Julian BecerroCalle Arenal, 28 Tel + 34 810 521 988 Madrid www.julianbecerro.com

3 | Bovinos Luxury
Mercado San Ildefonso Calle Fuencarral, 57 Puesto 12 ,  MadriD

// Bares
1 |  Delic – c/ Costanilla San Andrés, 18 Tel + 39 913 668 763 (Metro La Latina) Madrid – bom para Drinks

2 |  Para uma boa taça de vinho, qualquer bar em uma praça charmosa das milhares que tem em Madrid

Agradecimentos:A minha querida prima Julia que me hospedou com muito carinho e me levou para andar de bicicleta pelas lindas ruas do centro da cidade. Minha querida amiga Juju que junto ao Marco, seu namorado, desbravaram a charmosa Madrid ao meu lado. E ao atencioso Pedro que nos levou a um festival típico de Madrid onde pude vivenciar mais profundamente a cultura local do povo madrileno.