quinta-feira, 31 de agosto de 2017

CHAZEIRA // A medida do chá... Pra tomar sem medida!

Eloína Telho
Colunista de Chá do Gastronomix

Quando a gente vai executar qualquer receita, a quantidade dos ingredientes faz toda a diferença no resultado. Põe farinha a menos no bolo e você vai ver tudo desandar; sal demais e ninguém termina a macarronada.

Com o chá, também é assim. Parece a coisa mais simples do mundo prepará-lo, afinal de contas usamos dois ingredientes, folhas e água (açúcar não, socorro! Rs). Mas a quantidade, além do tempo e da temperatura (já conversamos sobre esses dois elementos, né?), podem fazer toda a diferença no resultado final.

Antes de qualquer coisa, é preciso esclarecer que o nosso parâmetro é sempre o chá solto, que se compra por peso, de folhinhas mais inteiras. A qualidade destes tende a ser melhor do que o chá de saquinho, mais quebradinho, quase uma poeira, especialmente os que vêm no saquinho opaco. Folhas mais inteiras, menos processadas, mais sabor, mais aroma; na "poeirinha", o sabor fica quase único, as nuances não são tão perceptíveis, a adstringência é ressaltada.

Mas não é pecado tomar chá de saquinho não, minha gente! Ele tem o seu valor, especialmente no meio da correria...No entanto, se pudermos escolher, chá solto, sem dúvida. É outra experiência sensorial, vai por mim, tipo comparar um hambúrguer artesanal, feito com carne moidinha na hora, pão e vegetais frescos, a um cheeseburger de fast food. Beeeeem diferentes (mas eu não minto: como os dois, tomo os dois! Rs!). Além disso, há "saquinhos" e "saquinhos". Os transparentes costumam ter um chazinho de maior qualidade, perceptível em conteúdo, a gente identifica as folhinhas... No opaco, bem... A gente acaba se perguntando se aquilo um dia foi folha mesmo... 

Comparando os chás: poeira (dust), folhas quebradas (broken leaves)
e folhas inteiras (whole leaves)

Voltemos então à nossa medida do amor. Em regra, usa-se 1g de chá para 100ml de água. E, sim, para isso o ideal é que se use uma balança de precisão. Existem de modelos bem pequeninos e práticos aos mais sofisticados. E a gente se acostuma ao uso, juro. Parece frescurinha, mas nem é. É a busca pela experiência perfeita apenas! E a gente merece a perfeição! :) 
Tem balança para todo gosto!

Mas se você quer apenas uma medida aproximada, achando que a balança vai complicar a vida, Mãe ElôdoChá traz a pessoa amada em três dias uma solução mais prática: colher medidora! Não é a medida exata, até porque ela vai pela quantidade e não peso, e temos chás com pesos bem diferentes entre si (uma quantidade de silver needles em uma colher de medida vai ser bem mais leve que a mesma quantidade de oolong na mesma colher, por exemplo). Mas se aproxima bem do que necessitamos para preparar uma xícara de 250 a 300ml do nosso elixir. 
Essa foi comprada em loja de chá, mas a medida culinária também serve!

Pronto, agora você já tem todas as armas necessárias para chegar à xícara perfeita. É preparar, apontar e... Fogooooo! Vai ser lindo, vai ser delicioso e eu quero ver... Você me mostra como escolheu fazer? 

Pode me marcar no Instagram ou Facebook, mandar direct...  Lá também estão as imagens que ilustram na prática tudo o que falamos por aqui, feitas a partir do meu #momentomágico: @chazeira (insta) ou @eloinachazeira (face) . Te espero, pra não morrermos de saudade até a próxima quinta, certo?

Beijos e bons chazinhos! :)

2 comentários:

Gloria Maria Merola Da Costa Bastos disse...

Apreciei muito as dicas. Sempre usei medida aproximada...tipo 1 colher de chá rasa para uma boa xícara. Mas vou experimentar pesar para ver se estou acertando no preparo e no paladar. Bjs

Eloína Telho disse...

Com o peso certinho a experiência é ainda mais perfeita! Depois me conta! :)