quarta-feira, 25 de fevereiro de 2009

AO PÉ DO OUVIDO // Jazz, neon e corações partidos

Por Rosualdo Rodrigues
A entrega do Oscar 2009 foi ofuscada, no Brasil, pela coincidência de data com o carnaval. Não creio que tenhamos perdido muito. Trata-se de uma cerimônia enfadonha e completamente desacreditada naquilo a que se propõe: premiar os melhores do cinema. Basta lembrar o ano de 1999, em que a insossa Gwyneth Paltrow levou a estátua de melhor atriz por Shakespeare apaixonado, concorrendo com quatro das melhores atrizes do mundo em atuações que ficaram na história -- Fernanda Montenegro (Central do Brasil), Cate Blanchett (Elizabeth), Emily Watson (Hilary e Jackie) e Meryl Streep (Um amor verdadeiro).
Bom... Mas o Oscar aqui é apenas um gancho para falar de uma trilha sonora que concorreu ao prêmio em 1982, na categoria “melhor trilha sonora adaptada”... Isso mesmo, One from the heart (No fundo do coração, na versão em português) tem 27 anos mas não tem quem diga. É uma das coisas mais lindas que Tom Waits já compôs (embora seja um trabalho atípico na obra dele) e ainda hoje dá impressão de ter saído ontem. São 12 faixas em que se ouve um jazz romântico, com um lânguido trio de piano, trompete e contrabaixo dominando quase todos os arranjos.
Para dividir os vocais com ele, Waits convidou a cantora country Crystal Gayle, de voz melosa e doce, o extremo oposto da aspereza do compositor. Curiosamente, a mistura sai perfeita, algo como na culinária, quando se junta azedo e doce para se chegar ao sabor equilibrado. O contraste também tem a ver com a história, que acompanha a noite de um homem (Frederic Forrest) e uma mulher (Teri Garr) que brigam e partem, cada um para um lado, em busca de realizar seus sonhos românticos. O cenário é uma Las Vegas desenhada em neon no estúdio, assumidamente artificial e talvez por isso mesmo poética.
Um filme também atípico (e por isso considerado menor) na obra de Francis Ford Copolla, que se consagrou com coisas mais densas como Apocalipse now e a trilogia O poderoso chefão... Nastassja Kinski aparece como o ideal de mulher do cara, em uma das cenas mais bonitas do filme, dançando dentro de uma imensa taça.
No site da Livraria Cultura tem CD e DVD em versões importadas, por R$ 43,90 e R$ 139,90, respectivamente...

Um comentário:

Marcos disse...

Ótima dica, Rosualdo. Lembro de ter visto esse filme há alguns anos e ele ficou na memória, especialmente pelo clima proporcionado pela trilha.