domingo, 20 de junho de 2010

ABOBRINHAS // Cardápio copa


Luciano MilhomemColunista de Alimentação Natural do Gastronomix

Eu sei. Eu sei. Copa do mundo é lugar-comum. Só se fala disso. Mas não dá para resistir. Gosto de futebol. Não sou torcedor fanático, muito longe disso, mas acompanho as partidas do meu time e torço, sim, para o Brasil ser hexa.

Nesse clima de torcida, vale lembrar que futebol sempre combinou com gastronomia. Está bem. Não me refiro à alta gastronomia dos chefs, mas ao hábito simples e tão brasileiro de assistir a um jogo com uma garrafa de cerveja gelada e um prato de aperitivos por perto.

O leitor deve estar se perguntando: o que um vegetariano pode petiscar durante uma partida de futebol se não come salaminho, calabresa, lingüiça, presunto? Se pensar um pouquinho mais, com certeza vai se lembrar de que tudo isso costuma vir acompanhado de azeitona, queijo, cenoura crua e até picles. Uma porção de tomatinhos-cereja também é bem-vinda, principalmente regada a um bom azeite português, espanhol, grego, tanto faz.


Pouco? Aqui vão mais opções: alcachofra, aspargo, cogumelo (champignons, para os finos), milho verde cozido, palmito, pimentão. Quem não tiver problema com o colesterol ou com o ganho de calorias, pode ceder à tentação das frituras: batata, mandioca, cebola, bolinho de arroz, pastel (de milho, queijo, palmito). É possível até escapar do óleo e fritar pasteis, por exemplo, em água. Tudo isso se faz em pouco tempo e sai baratinho.

Aqui vai um exemplo de receita:


Bolinho de arroz
Ingredientes

- 2 xícaras de chá de arroz cozido
- 1/2 xícara de chá de queijo ralado
- 1/2 xícara de chá de leite
- 2 colheres de sopa de cheiro verde picado
- 1 colher de sopa rasa de fermento em pó
- 1/2 xícara de chá de amido de milho
- 1/2 xícara de chá de farinha de trigo
- 3 ovos
- óleo para fritar (de preferência de semente de girassol, mais saudável).

Preparo

Misture tudo muito bem. Frite as colheradas em óleo quente, deixando dourar de ambos os lados. Deixe escorrer o óleo dos bolinhos sobre papel absorvente. Se preferir, decore o prato com alface bem verde e pedaços de pimentão amarelo.

Agora, só falta o time de Dunga fazer a parte dele!





(*) Luciano Milhomem é jornalista, mestre em Comunicação pela UnB, bacharel em Filosofia e não ingere carne de bípedes e quadrúpedes há três anos.

Um comentário:

adrianamsl disse...

Ótimas dicas, Lu! Parabéns!