sexta-feira, 4 de setembro de 2009

DRINK_ME // Dry Grape, sweet & dry


Por Juliana Raimo

Sábado passado, organizei uma “Ophicina” de drinks divertidíssima. Três horas de degustação, preparadas pelo barman Derivan de Souza. O que os drinks tinham em comum era o copo no formato Martini. Ao longo do evento, a chef do Lola Bistrot, Daniela França Pinto, servia comidinhas para harmonizar com as bebidas. Conclui que dos 15 drinks apresentados, um se destacou no gosto da maioria: o Dry Grape. Na onda dos Martinis contemporâneos preparados com frutas frescas, este vale a alquimia.

Dry Grape

Ingredientes
- 90ml de vodka
- 10ml de licor Cointreau
- 8 uvas niagara
- 4 uvas rubi

Preparo
Na coqueteleira, macerar as uvas com um pilão. Adicionar gelo, o licor e a vodka. Chacoalhar bem. Coar as cascas e caroços das uvas ao servir. Se quiser, decorar com uma uva.

Dica 1: Ao macerar as uvas, adicione algumas gotas de cointreau.
Dica 2: Experimente trocar as uvas do dry grape por outras frutas como lichia ou morango.

A coquetelaria moderna nos traz drinks com uma cara mais limpa, sem muita decoração e com ingredientes mais naturais. Muitos barmans hoje estão preparando suas próprias misturas, obtendo xaropes e reduções caseiras. Mais trabalho, mas mais sabor.

Fontes:
- Ophicina de Martinis no Lola com Mestre Derivan
- Informações no email: drinks@ogicenografia.com.br com Juliana Raimo

2 comentários:

TICI´S ROOM disse...

Juju, esse evento eu perdi e não me conformo. Estarei no próximo com certeza!

Anônimo disse...

eba! será de long drinks! bjo!