segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

EU RECOMENDO // A melhor paella de Barcelona


Foto: Marco Pomarico

Por Adriana Setti (*)
Convidada especial do Gastronomix

“Você jamais entraria no Envalira caso um amigo não lhe houvesse recomendado. Feinho, coitado, ele se esconde timidamente atrás da fachada menos atraente da Plaça del Sol, no boêmio bairro de Gràcia, em Barcelona. E a porta de madeira, sempre fechada, pode gerar dúvidas: “Será que isso é um restaurante? Está aberto?”.

Não, por dentro a coisa não melhora. A decoração, se é que se pode chamar assim, é espartana e sem charme. Sempre começo a falar do meu restaurante preferido em Barcelona para pratos de arroz pelo lado ruim. Pode parecer estranho, mas é para que me assegure de que nenhum amigo corra o risco de dar meia volta achando que se enganou de lugar. Ou para que aqueles que vêm visitar (eu sempre os levo ali!) não estranhem a escolha.

As melhores paellas de Barcelona saem daqueles fogões. Elas não têm corantes e nem exagero de açafrão. Tendem, portanto, mais ao marrom do que ao típico tom alaranjado. E vêm com aquela crostinha de arroz torrado por cima que só os grandes mestres sabem fazer com delicadeza.

Foto: Sergio Scripilliti

A de marisco, minha favorita, tem frutos do mar em abundância: camarões, cigalas (algo parecido com o lagostim), mexilhões... As porções são apoteóticas, exageradas até mesmo para quem tem o apetite de um bárbaro Huno, algo raríssimo na cidade. No último domingo, eu que não faço feio acabei deixando metade do prato. E meu pai, sempre apto a devorar porções superlativas de comida, também não deu conta do recado.

Nem só de paellas vive o nosso Envalira. Todos os pratos de arroz são gloriosos. O arroz negro, negríssimo como carvão pela farta quantidade de tinta de lula com que é cozinhado ali, é soberbo. O à milanesa, com carne de porco e queijo (e ainda assim incrivelmente leve), é ótimo e original. E as entradas – almejas ao alho, navajas, bolinhos de bacalhau – sempre fazem com que chegar ao fim do prato principal seja uma árdua – e deliciosa -- tarefa.

E sabe que isso é muito triste? Por que as sobremesas do restaurante (oh, como é extensa a lista!) são igualmente gostosas e generosas. A torta de chocolate, densa e cremosa, é um atalho ao nirvana. Dica: Para acompanhar, peça vinho branco galego Albariño e nunca chegue sem reserva.”

Envalira
Plaça del Sol, 13, metrô Fontana,
Barcelona - Espanha
Telefone: 93/218-5813.
3a/sáb 13h30/16h e 21h/0h, dom 13h30/17h.
Paella custa deliciosos 12 euros por pessoa.

(*) Adriana Setti, 33, é jornalista e autora do livro De Mala e Cuia (Ed. Jaboticaba). Mora em Barcelona há dez anos, colabora com diversas revistas brasileiras, como Viagem e Turismo e Marie Claire, e assina o blog Achados (
http://viajeaqui.abril.com.br/blog/achados/) do portal ViajeAqui.

4 comentários:

Dicas de Viagem disse...

Ai se soubesse desse restaurante antes.. Fui a barcelona em setembro de 2009.. Mas em Madri comi uma excelente paella, não lembro o nome do restaurante! Ja esta anotado o nome do restaurante para futura visita!

Eduardo Barroso disse...

Sugiro que você atualiza seus posts pois foi uma decepção nossa experiência gastronômica no Envalira. O lugar e tétrico e a comida muito mais para boteco de esquina. Cheia de brasileiros que caíram no eu conto. Lamentável para uma jornalista especializada. Não acredito que em Barcelona não tenha uma paelha melhorado que essa.

Anônimo disse...

Obrigado pela actualização Eduardo...eu tava decidida em ir neste local.

Anônimo disse...

Fui hoje no Envalira e achei caro e com comida fraquíssima!A paella tinha 1 camarão e 2 mariscos,pedimos um prato de sardinhas e um de anéis de lula,tudo muito sem graça e gastamos 60 euros.Comi melhor e mais barato em outros locais de Barcelona.Fiquei decepcionada com sugestão do Envalira