quarta-feira, 29 de julho de 2009

AO PÉ DO OUVIDO // Musas e músicas

Por Rosualdo Rodrigues

Domingo desses, estava à mesa do restaurante com uns amigos quando meu celular tocou. Blá blá blá, blá blá blá e aí o amigo do outro lado da linha perguntou com quem eu estava. “Fulano, beltrano, cicrano e Sara”, respondi. Ele, gaiato: “pergunte à Sara onde ela se esconde”. Tive que explicar a piada à Sara, que não conhece o amigo do outro lado da linha e muito menos a música breguíssima de Baltazar que leva o nome dela: “Sara, onde é que você se esconde?/ Sara, minhas cartas por que não responde?”

Daí o assunto passou a ser músicas que têm nome de mulheres no título. Listamos em um guardanapo quase 50 delas (e olha que esquecemos de Dora, do Dorival Caymmi, Alice, do Kid Abelha, Sandra Rosa Madalena, do Sidney Magal...) e nos questionamos por que existem tantas canções com nomes femininos e quase nenhuma com nome de homem. Lembrei depois que a palavra música vem de musa e por isso tem tudo a ver que as mulheres sejam tão inspiradoras.

Que se chamem Maria, Ana Júlia, Beatriz, Luiza, Lígia, Michelle, Gabriela, Carolina, Fátima, Natasha, Jéssica, Helena, Ana, Amélia, Diana, Teresinha, Mônica, Tieta, Suzana, Marina, Sebastiana, Dalila, Solange, Juliana, Sônia, Silvia, Geórgia, Bárbara, Irene, Iracema, Soraia, Camila, Maria Bethânia, Conceição, Soraia, Mariana, Joana, Madalena, Beth, Geni ou o que for.

Para mim, a homenagem mais bonita que um poeta já fez a sua musa é Drão (“o amor da gente é como um grão/ tem que morrer pra germinar”), de Gilberto Gil, para a então mulher Sandra (Sandrão, Drão), que muito tempo atrás já tinha inspirado outra, Sandra. Drão só empata com outra do próprio Gil, Flora (“imagino-te já idosa/ frondosa, toda folhagem”... “imagino-te futura/ ainda mais linda madura), que ele fez para sua mulher atual. Quer dizer, Chico Buarque pode entender a alma feminina, mas ninguém como Gil sabe cantar a mulher amada.

Dez músicas brasileiras com nomes de mulher:
1 ) Drão, de Gilberto Gil (lógico!)
2 ) Flora, de Gilberto Gil (claro!)
3 ) Amélia, de Mário Lago
4 ) Carolina, de Chico Buarque
5 ) Beatriz, de Chico Buarque e Edu Lobo
6 ) Dora, de Dorival Caymmi
7 ) Gabriela, de Tom Jobim
8 ) Luiza, de Tom Jobim e Chico Buarque
9 ) Rosa, de Pixinguinha
10 ) Iolanda, de Pablo Milanés

P.S. 1 – Descobri um blog que tem uma boa lista de músicas com nomes de mulheres
http://muneo.wordpress.com/2008/09/12/msicas-com-nomes-de-mulheres/

Foto: A Musa da Música, em um dos painéis que enfeitam o Teatro Municipal do Rio de Janeiro (há outros dois com a Musa da Poesia e a Musa da Dança).

7 comentários:

Geisa disse...

Rosualdo, mais uma vez você esgotou o tema, hahaha! E ainda por cima forneceu um site com nome de todas as músicas com nome de mulheres. Por isso, desta vez, não vou fazer lista, mas vou indicar "Melissa", que eu adoro, e é da época em que o "Bidê ou Balde" fazia música boa.
Beijos!

Jana disse...

Ah, tinha que constar Janaína, que tem mais de uma música...rsrsrs

Daniel disse...

Jana,

você acredita que eu ia por no meu comentário a Janaína do Biquini Cavadão?
Mas também ia por Renata, do Tihuana. Acho as duas bem legais.

Anônimo disse...

Janaína ou Renata, não importa...O que realmente importa é que a música "Sara" foi citada, e em primeiríssimo lugar, rsrsrsrs.
Rosu, adorei seu texto!!!
BEIjooooooooo,

Sarinha.

Melinha disse...

Com certeza tem muitas e muitas músicas com nome de mulheres, inclusive o meu nome Amélia.Parabens Ua, te amo.

melly disse...

Tenho certeza que a escolha de "Amélia" não foi por acaso depois das 2 músicas de GIL, com certeza vc teve boas lembraças, de amor de avó e amor de irmã...
Adorei também a foto da musa da música , espetacular!

Danielle e Rafael disse...

A não.... deixaram de fora a Geni!!! Geni, sempre tão bondosa... bendita Geni! rsrsrs....

R.